Vinhos italianos Allegrini começam a integrar portfólio da Inovini

Assessoria Aurora /Inovini

14/08/2014

A Inovini – Fine Wines by Aurora – anuncia uma novidade em seu portfólio: os vinhos italianos da Allegrini. A celebrada inclusão dos vinhos faz parte da estratégia da Inovini de fortalecimento e ampliação de sua oferta de marcas prestigiadas, cuidadosamente selecionadas pela equipe especializada da importadora.


 Vista dos espetaculares vinhedos da Allegrini, no Veneto


Allegrini é uma das marcas de vinho mais importantes da Itália e do mundo. Hoje, é um grupo com quatro vinícolas (Allegrini, Corte Giara, Poggio al Tesoro e San Polo) – todas localizadas em seu país de origem.

Na região do Vêneto, mais precisamente em Valpolicella, está a primeira e principal vinícola do grupo, também chamada de Allegrini - sobrenome da família proprietária - e também a Corte Giara, lançada em 1989, que se diferencia por ter uma abordagem moderno-jovial. As outras duas vinícolas estão na Toscana, uma especificamente em Bolgheri – Poggio al Tesoro – e outra em Montalcino – San Polo.

A marca Allegrini já está presente no Brasil há mais de 20 anos, mas a partir de agosto será importada pela Inovini. A família Allegrini tem desempenhado o papel de protagonista na região de Valpolicella desde o século XVI. Giovanni Allegrini foi o fundador da empresa como ela é hoje e responsável pela nova geração. 

Após sua morte em 1983, a empresa passou ao comando de seus filhos: Walter (que faleceu em 2003), Marilisa e Franco e continua familiar. As gerações se sucederam, mas a vocação e a paixão por produzir vinhos se fortalece ano após ano.

 
Villa della Torre, uma das propriedades da Allegrini


Conheça melhor as quatro vinícolas

Allegrini

Uma das mais prestigiosas regiões vitivinícolas da Itália, Valpolicella se dedica à produção de vinhos desde a Antiguidade, como a etimologia de seu nome sugere: Val Polis Cellae, que significa “vale de muitas adegas”. 

A região está localizada na porção leste de Vêneto, entre Verona e o Lago de Garda. Hoje, a vinícola Allegrini possui sete vinhedos (Palazzo della Torre, La Grola, La Poja, Villa Carvarena, Fieramonte, Monte dei Galli e Vila Giona) que são legítimos Crus e garantem uvas de alta qualidade para os seus vinhos.

 


Corte Giara

Localizada também na região do Vêneto, a linha de vinhos Corte Giara foi lançada em 1989 e se diferencia por ter uma abordagem moderno-jovial. O objetivo desta linha é produzir vinhos para o consumo cotidiano, mas que respeitam as tradições e a identidade do Vêneto.

 Parte das uvas que geram os Corte Giara provém do vinhedo Naiano, uma propriedade de 33 hectares situada em Cavaion Veronese. Nesse vinhedo são cultivadas típicas variedades venetas com técnicas de agricultura sustentável.

 


Poggio al Tesoro

Situada na Toscana, mais especificamente em Bolgheri (uma região bastante próxima do mar e relativamente nova na produção de vinhos de alta qualidade na Itália), a vinícola Poggio al Tesoro foi fundada em 2002. Os vinhos tem personalidade, expressam força, complexidade, elegância e profundidade típicas da região. 

A vinícola possui hoje 70 hectares de vinhedos. Muito do sucesso da casa pode ser creditado ao visionário e saudoso Walter Allegrini, o viticultor de Valpolicella que amava Bolgheri e foi o grande entusiasta e incentivador da família acerca dos investimentos na Toscana. Walter sempre esteve envolvido e foi o gestor dos vinhedos da família.

 San Polo

A San Polo também fica Toscana, mas na região Montalcino - uma região vinícola considerada referência ao redor do mundo. Sua posição geográfica lhe permite ser considerada uma das áreas mais apropriadas para o cultivo da uva Sangiovese. A Allegrini adquiriu a San Polo em 2007. O objetivo da Allegrini, que já começa a mostrar resultados, é transformar a San Polo em uma das melhores casas de Montalcino. A San Polo é uma vinícola boutique. 

Possui 22 hectares, dos quais 16 estão plantados com vinhedos, cuja densidade varia de 4 mil a 7 mil vinhas por hectare, o que garante baixa produção e alta qualidade. A adega foi construída abaixo da terra. Com isso, sua temperatura é perfeita e naturalmente estável. A porosidade das pedras utilizadas na construção da sala de barricas regula a acumulação de umidade perfeitamente. Como resultado, a adega foi oficialmente declarada ecológica, ambiental e economicamente sustentável pela agência Casa Clima®.


Fonte: Aurora / Inovini
Ver outras Notícias do vinho
2021 Artwine - Todos os direitos reservados