A nova e surpreendente face da França

Arthur Azevedo

20/11/2010

Berço de alguns dos melhores e mais cobiçados vinhos do mundo, a França é, sob qualquer ângulo que se analise, referência obrigatória para produtores de todos os continentes. Desde os primórdios de sua história, o vinho sempre teve lugar reservado nas mesas dos reis e dos nobres, fazendo parte do cotidiano de toda a nação. É praticamente impossível dissociar a imagem da França da imagem do vinho, da mesma forma do que ocorre com a arte, o glamour, a sofisticação e a elegância.



País que sempre dita as tendências em todos os campos, a França tem fundamental importância no mundo do vinho, principalmente pela diversidade de seus caldos, pela complexidade de seu terroir, pela imensa variedade de uvas que possui e pelas espetaculares regiões vinícolas espalhadas por todo o país.

As mais famosas regiões vinícolas da França são, sem dúvida alguma, a clássica e nobre Bordeaux e a adorável Borgonha, sem se esquecer da sempre venerada Champagne, origem de insuperáveis vinhos espumantes. Por longo tempo os vinhos franceses se caracterizaram por seu caráter conservador, refletindo a cultura milenar de cada região específica.

Isso, no entanto, vem mudando nos últimos anos, com sensíveis modificações nas técnicas de cultivo das uvas e de vinificação, o que se reflete de maneira direta nos novos vinhos franceses, que, diga-se de passagem, estão cada vez melhores e mais acessíveis.
A imagem dos vinhos franceses sempre foi marcada pelos grandes châteaux de Bordeaux, objeto do desejo de dez entre dez enófilos de todo o mundo. O preço proibitivo desses vinhos sempre foi e sempre será um empecilho quase intransponível para a imensa maioria da população, o que torna esses vinhos, na prática, virtuais.

Hoje, para alegria dos apreciadores de vinhos e graças aos esforços de pequenos produtores que investem pesado na qualidade, já é possível encontrar vinhos de Bordeaux, Borgonha e Champagne por valores bastante razoáveis e dentro da realidade da maioria dos consumidores.

Para tanto, é necessária uma busca incessante por esses produtores exclusivos, o que implica numa cuidadosa seleção realizada ao longo de muitos anos e, consequentemente, na degustação de dezenas de vinhos até que se encontre o produto adequado para o perfil do consumidor brasileiro. É exatamente no rigor dessa seleção que reside a razão do sucesso das importadoras que se preocupam em oferecer aos seus clientes uma ampla gama de vinhos muito interessantes e modernos, sem perder a fidelidade ao terroir francês, e, vale ressaltar, com preços absolutamente justos.

Entre os muitos vinhos franceses modernos disponíveis no mercado brasileiro, poderíamos citar os de Jean-Luc Thunevin, disponíveis nas importadoras Vinissimo (www.vinissimo.com.br) e Casa do Porto (11-3061-3003), os de Jean-Luc Colombo (www. decanter.com.br), e os do Château des Aveylans (www.casaflora.com.br). Se quiser um champanhe de exceção, tente a Moutard, importada pelo Angeloni (www.angeloni.com.br). Descubra-os.

Ver outras Notícias do vinho
2019 Artwine - Todos os direitos reservados